Tive a felicidade de conhecer a homeopatia no primeiro ano de medicina e foi um encontro que definiu meu modo de aprender, pensar a medicina e olhar para a pessoa doente. Um encontro que me emociona até hoje e que me inspira gratidão.

A homeopatia é um sistema terapêutico criado por Samuel Hanhemann há mais de 200 anos. Ela reconhece os sintomas e sinais de adoecimento decorrentes do desequilíbrio da energia vital frente às agressões ambientais, físicas e emocionais.

 

Os sintomas e sinais das doenças  são, na verdade, o resultado do mecanismo de defesa na proteção da vida. A supressão dessa reação de defesa desprotege e ameaça o organismo. A verdadeira cura só pode ser conquistada por estímulo adequado à natureza reacional de cada pessoa, o que conduz o organismo a uma reação vitalizada e coordenada de cura.

 

Com o medicamento homeopático o sistema de cura natural do organismo é estimulado para uma reação de cura rápida, suave e duradoura da enfermidade. O processo de cura inicialmente restaura o funcionamento adequado dos órgãos mais importantes para a vida, evoluindo de dentro para fora até a cura total, liberando o organismo e a pessoa para viver plenamente os mais altos fins da existência.

 

A homeopatia como tratamento único ou coadjuvante  a outros tratamentos convencionais é um ingrediente indispensável para uma vida plena e saudável.

Doenças crônicas

As doenças crônicas são doenças de longa duração, incuráveis por si mesmas, que gradativamente solapam a constituição e deformam o organismo com sofrimentos progressivos e intermináveis.  

 

Elas resultam da luta do organismo contra um desequilíbrio na energia vital que se estrutura sobre a constituição genética individual.

 

Cada organismo deve ser tratado de acordo com características individuais, por medicamentos únicos e os mais semelhantes ao desequilíbrio apresentado; tais características revelam-se pelos sintomas e sinais físicos, mentais e emocionais específicos de cada pessoa.

Doenças agudas

As doenças agudas são doenças de curta duração,de período limitado que podem levar à cura ou à morte.

 

Elas são causadas por uma perturbação da energia vital por algum fator externo, quando o estímulo é repetitivo, ou a população está sujeita a uma epidemia desencadeada por algum agente infeccioso.

 

A predisposição a gripes, resfriados, infecções, viroses é também determinada pela constituição específica de cada pessoa; uns adoecem e outros não.

 

O medicamento homeopático individualizado, prescrito de acordo com a maneira peculiar de cada pessoa reagir às doenças agudas, promove sua cura, protege contra o agravamento da enfermidade e leva a redução da frequência do adoecimento.

Cuidados da criança
Cuidado dos idosos

A homeopatia  trata as enfermidades enfocando a maneira peculiar de cada criança reagir aos estímulos climáticos, biológicos, ambientais e relacionais  que desencadeiam o adoecimento. Durante o tratamento os pais são orientados quanto aos cuidados e procedimentos que reduzem o adoecimento e a gravidade dos sintomas, evitando a medicalização excessiva e favorecendo o desenvolvimento saudável. 

O avançar da idade não significa adoecimento. A saúde até o final dessa existência é um direito inato de todas as pessoas. 

O tratamento homeopático promove a cura ou a melhora dos sintomas crônicos nas pessoas idosas por estimular a imunidade e a capacidade reativa de cada organismo, proporcionando maior qualidade de vida e um equilibrio emocional. A saúde equilibrada permite o desfrute da vida e a expressão da sabedoria adquirida.

Medicamento Homeopático

O medicamento homeopático pode ser derivado de plantas, animais ou minerais.

 

O farmacêutico homeopata transforma essas substâncias em medicamentos homeopáticos através de uma técnica especial chamada dinamização. Essa técnica libera as propriedades medicinais da substância original.

 

Existem aproximadamente 2000 substâncias cujos efeitos específicos no corpo foram testados.

 

Em nossa prática prescrevemos os medicamentos homeopáticos nas formas farmacêuticas (preparações) de líquido ou glóbulos.

Não são medicamentos ou tratamentos homeopáticos:

essências florais, medicamentos antroposóficos, cromoterapia, aromaterapica, acupuntura, reiki, iridologia, shiatsu, dentre outros.

Considero a homeopatia, ao lado da abordagem higiênico dietética, da cirurgia e da medicina intensiva que sustenta a vida nas situações extremas, a verdadeira medicina. 

Trabalho para que ela seja reconhecida como um direito por e para  a sociedade.